Compras e qualidade

Eles são os campeões ocultos em muitas empresas: os setores de compras e qualidade. Muitas vezes eles levam uma existência nas sombras, pois apenas uma em cada cinco empresas realiza suas compras em seu próprio departamento. Quando se trata da importante função interdepartamental qualidade, isso quase nunca acontece. Ao mesmo tempo, o valor da compra e da qualidade é claramente subestimado: cada euro que uma empresa economiza na compra vai direto para o lucro. Além disso, quem visa um alto grau de qualidade já na fase inicial de concepção do produto, economiza dinheiro vivo através da redução de custos de garantia, que, dependendo do setor, perfazem em média um valor de cinco a sete por cento das vendas.

Por isso, empresas líderes reforçam o papel dos seus departamentos de compras e qualidade. A Porsche Consulting fornece as ferramentas para que as empresas implementem vantagens de custo e de qualidade, mesmo em tempos de crescentes exigências por parte do cliente e aumento da complexidade.

Questões centrais

  • Aumento da exigência com relação à produção, internacionalização e complexidade crescente: como o setor de compras e qualidade deve reagir?
  • Como o setor de compras e qualidade pode contribuir ainda mais para um valor agregado ainda maior e mensurável para a empresa?
  • Como conseguir que o aumento da qualidade e a otimização dos custos não representem uma contradição?
  • Como é possível criar uma permanente transparência sobre a maturidade do produto e do processo? E como se pode, a partir dessa compreensão, elevar o grau de maturidade dos produtos?
  • Como é possível aguçar continuamente a conscientização dos colaboradores sobre qualidade e custos?
  • Como deve ser a gestão de fornecimento no futuro?

Estratégias e soluções

Nossa equipe internacional de especialistas “compras e qualidade” fornece respostas concretas para questões estratégicas e operacionais. Os especialistas trazem anos de experiência como compradores, gerentes de fornecimento, gerentes de qualidade ou consultores de estratégia. Através de seu trabalho eles conhecem os pontos de contato importantes, as situações de impasse e os riscos nas duas áreas.

Quem quiser não apenas satisfazer seus clientes, mas também entusiasmá-los, otimiza a qualidade do produto de forma integral na empresa. Isso diz respeito a todos os procedimentos: desde o processo de desenvolvimento do produto, passando pela escolha dos fornecedores certos e pela produção própria, até a qualidade do serviço experimentada pelo cliente.

Gestão de qualidade preventiva: evitar custos decorrentes
Custos de garantia perfazem, dependendo do setor, o valor aproximado de cinco até sete por cento das vendas. A empresa que trabalha na fase inicial com um planejamento de qualidade preventivo pode reduzir esta porcentagem à metade. A Porsche Consulting dá suporte com o chamado “Q-Quickcheck de 360°”: com este instrumento são analisados custos de qualidade, qualidade do produto e do processo, assim como organização e sistemas de qualidade, e potenciais são identificados. Já após poucos dias, o cliente já sabe em que campos de ação ele deve começar a trabalhar. Estes incluem, por exemplo, medidas concretas que aumentam o grau de maturidade de produtos e processos.

Mudar a cultura de qualidade de forma eficaz
Para gerar uma mudança na cultura de qualidade, os consultores da Porsche recomendam uma gestão de qualidade integral, que busque o entusiasmo do cliente, a melhoria da rentabilidade e a redução de riscos. O sistema inclui uma estratégia de qualidade rigorosa bem como sobre produtos, processos e estruturas dela derivados. Ele registra o desempenho de qualidade de forma contínua e cria incentivos para os colaboradores mudarem seu comportamento e sua cultura de trabalho.

Assegurar a qualidade: a gestão de qualidade operacional
A Porsche Consulting aplica o sistema de gestão de qualidade operacional “Q6”. Com a utilização de portões de qualidade e circuitos de controle de qualidade, ela analisa causas para evitar ou eliminar erros logo no início. A solução de problemas de qualidade é priorizada e estruturada. Além disso, os principais pilares são os indicadores, os padrões, a qualificação de colaboradores, bem como a gestão dos processos de qualidade no chão de fábrica.

Novas tecnologias, mercados e fornecedores, aumento da complexidade do produto ou estratégias de padronização – as condições gerais para a compra estão em constante movimento. Neste contexto, o departamento de compras tem a tarefa de gerenciar o valor agregado externo assim como de garantir os melhores preços e a disponibilidade do produto. O departamento de compras, como força motriz de inovações, deve contribuir de forma significativa para a competitividade da empresa. Para lidar com todas essas tarefas adicionais, é necessária uma nova orientação estratégica. Junto com seus clientes, os consultores da Porsche desenvolvem uma estratégia de departamento específica da empresa a partir de um comprovado modelo de processo de quatro etapas. Em seguida, eles decidem sobre as medidas concretas para sua implementação.

O lucro está na compra: através de resultados de projetos de compra é possível influenciar o LAJIR, o fluxo de caixa e a força inovadora de modo positivo. As experiências da Porsche Consulting mostram que com uma redução no preço de compra de 1,5 por cento, é possível um aumento de rendimento de três por cento. Como alternativa, a empresa teria que aumentar suas vendas em 40 por cento ou reduzir os custos com pessoal em 60 por cento. Além disso, em geral é possível alcançar uma economia de três a dez por cento quando grupos de materiais são processados de modo intenso e estruturado. A propósito: a gestão de custos ativa no processo de desenvolvimento do produto, que é relativamente fácil e rápida de implementar, proporciona potenciais de redução de custos acima da média, de mais de 15 por cento.

As empresas estão cada vez mais concentradas em suas competências principais e transferem parte de seu valor agregado para os fornecedores. Assim, é ainda mais importante que os parceiros de negócios estejam bem familiarizados com as exigências de seu cliente. Uma gestão de fornecedor inadequada pode levar a transtornos nos processos de produção até a perda de produção, e trazer escassez de abastecimento, reclamações de clientes e perda de reputação. Os custos daí resultantes são incalculáveis. Por outro lado, se cliente e fornecedor melhoram conjuntamente seus produtos e processos já na fase de desenvolvimento e de produção em série, eles alcançam significativas vantagens competitivas e de custos. A Porsche Consulting oferece suporte aos clientes na gestão de fornecedor estratégica e operacional. Os consultores lançam mão de estratégias bem sucedidas usadas pela fabricante de carros esporte. A Porsche vem aperfeiçoando sua gestão de fornecedores desde a crise da década de 1990 – e isso com um valor agregado externo de mais de 80 por cento, uma alta variação em pequenas quantidades e exigências rigorosas em relação à tecnologia, qualidade, processos e preços.

Além disso, os consultores desenvolvem novas abordagens para a gestão de fornecedores de amanhã: a tendência passa do “fornecedor preferido” para o “cliente preferencial”. A Porsche Consulting auxilia na concepção dessas parcerias estratégicas, nas quais fornecedores e fabricantes agem em pé de igualdade. Eles combinam exclusividades e definem capacidades vinculativas e ao mesmo tempo flexíveis.

Contato

Rüdiger Leutz

Diretor Geral
Porsche Consulting Ltda., Brasil

Tel: +55–11–3036-8911
E-mail: Ruediger.Leutz@porsche.de
Av. Dr. Chucri Zaidan 1240
Ed. Golden Tower - 25º andar
04711-130 – São Paulo – SP
Brasil